.

Edição 5

Dito e feito, prometido e cumprido - Como diria minha professora de francês, je tiens ma parole, em bom português, eu cumpro com a palavra! No final de 2003, anunciei aos quatro ventos aqui na coluna que tinha outros temas da cidade para lascar o pau. Vamos, então, à lista negra... Elogiei o “simpático” café Alessandro e Frederico na primeira edição desta coluna. Chego à conclusão de que “simpático” o Alessandro e Frederico não é nem um pouco. Tive problemas logo na chegada. Cansada, pedi uma mesa para quatro, apesar de estar acompanhada por apenas uma pessoa, italiana, diga-se de passagem. Como declarou há anos a também colunista Danuza Leão, “chique é viajar de avião e comprar duas passagens, uma para você e outra para a bolsa”; naquele dia, em que fui ao Alessandro e Frederico, queria sentir-me chique, por isso pedi uma mesa maior, com direito a cadeira para apoiar a bolsa. A hostess negou, alojando-nos em uma mesa pequena, e ainda por cima espremida ao lado de outras duas mesas. Isto é só o começo...Quando perguntado sobre itens do cardápio, o garçom foi grosseiro e fez questão de dizer que nenhum pão vinha acompanhado de manteiga, geléia, etc. Eram cinco da tarde, e ele sugeriu, então, que pedíssemos um item fora do cardápio composto de berinjelas. Poxa! Pão com berinjela às cinco da tarde para acompanhar um café? Diante de tanta grosseria, falta de informação e sugestões furadas, simplesmente atravessamos a rua, a chiquérrima Garcia d’Ávila e fomos lanchar no Via Sete. Não daria nota 10, no entanto, os funcionários foram, no mínimo, mais simpáticos e atenciosos.
 

Gang 2 - Popozudas de Madureira ficaram órfãs da griffe Gang. Em minhas andanças pelo subúrbio carioca de Madureira com direito a passeio no Madureira Shopping, descobri que a loja da Gang fechou as portas no shopping já há alguns meses. Antes as popuzadas podiam comprar a sua Gang e ir direto para a quadra da Portela exibir o rebolado, uma vez que a quadra da escola fica a apenas alguns metros do shopping. Agora, as popozudas de Madureira têm que ir até o Norte Shopping para atualizar sua coleção de calças da marca.
Foto: Gang-Rio
Segredo revelado - Devido à quantidade de e-mails perguntando onde ficam as lojas que vendem barato a pulseira estilo Nomination, aqui vai a dica. As lojas ficam na região do Saara, centro de comércio popular do Rio. Mas, pode comprar sem medo, pois as lojas dão garantia de que as pecinhas são, realmente, de ouro.

Macaco deixa de ser palavrão - Quando iniciante na profissão, entrevistei o atual presidente do Supremo Tribunal Federal, Maurício Corrêa, e, naquela ocasião, quando ocupava o posto de Ministro da Justiça, Corrêa contava fatos ocorridos na década de 60. Disse o ministro que certa feita teve uma desavença e xingou um desafeto. Curiosa, questionei qual teria sido o palavrão usado, ao que ele respondeu: “Macaco!”. Este ano, o ministro estará, enfim, absolvido pelo uso do vocábulo, já que 2004 é o ano do macaco no horóscopo chinês. Viva o macaco, viva a China e viva o ministro!

Léxico - Aos chiques que estão indo passar férias na França, aviso que o termo da moda é “branché”. Palavra usada entre os jovens, significa um lugar ou objeto cool, fashion.

Sanduíche com laquê - Falando em gente chique, lembro-me bem da época em que freqüentava o très chic e tradicional salão Jambert. Por volta do meio-dia, o motorista perguntava às clientes se queriam que ele buscasse almoço. É isso mesmo, gente chique, não apenas se embeleza, mas também almoça, lancha e até mesmo janta no cabeleireiro. O salão paulista Wanderlei Nunes, cabeleireiro das poderosas de todo o país, oferece sanduíches de atum a 18 reais. Realmente, beleza não tem preço.
Aos cinéfilos de plantão - Vejam “Amém”!
Um instante perfumado - Dentre os lançamentos da perfumaria mundial, destaco o L’Instant de Guerlain. Como o próprio nome diz, é um verdadeiro instante perfumado. Sabe aqueles momentos em que a vida da gente dá uma guinada de 180 graus? Pois é, as notas de bergamota, mandarina, magnólia, ylang-ylang, âmbar e almíscar prometem provocar um instante inesquecível na vida de qualquer uma. É ver para crer, ou melhor, sentir o aroma e mentalizar instantes inesquecíveis neste 2004. Destaque também para o Very Irresistible de Givenchy que, digamos, é mais romântico e floral do que propriamente irresistível. Dentre os nacionais, escolha certa é o Linda, de O Boticário, exótico e com excelente fixação, lembrando um pouco o Eternity da Calvin Klein. Na próxima edição, você ficará sabendo tudo sobre o aniversário de 150 anos da Louis Vuitton. Antecipo que a griffe não pretende lançar nenhum perfume em 2004. Uhlala!
Colaboração: Maria Contreras (de Brasília)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120