.

Vasco, a agente secreta, percorre o Village Mall

23-12-2012

Blog-053

Adoro me travestir de agente secreta. Na outra encarnação, fui detetive, agente, policial ou qualquer outra profissão ligada a investigações. Como nesta encarnação vim como jornalista e escritora, segue minha experiência às vésperas do Natal em um passeio pelo recém-inaugurado Village Mall, o novo shopping de luxo do Rio. PelamordeDeus, Vascota, tô aqui roendo as unhas, conta logo o que achou!! Amou, adorou? Infelizmente, não. Posso afirmar categoricamente que não me deslumbrei. Por que, Vasco, te trataram mal? Já que vocês perguntaram, comecemos, então, pelo quesito atendimento.

Fato: o atendimento no Rio é péssimo. Mas, ao contrário do que imaginava fui relativamente bem atendida no Village (como estão dizendo os antenados, que não pronunciam a palavra Mall, ao se referir ao shopping, e sim, apenas Village). Nota geral: 8,73. Entrei na Burberry, Louis Vuitton e Tiffany, dentre as marcas de luxo, para testar o atendimento. Nenhuma das três me encantou pelo bom atendimento, tampouco me decepcionou com grosserias. Comprou alguma coisa, Vascota, nessas lojas que você citou? Não, comprei apenas na Loungerie e na Phebo Store, esta última bombando devido aos preços baixos no oásis de grifes com preços mais altos. Phebo e Granado agora são marcas super cultuadas. Na Phebo Store, pude conhecer a nova maquiagem da marca, que acabou não me entusiasmando muito e comprar presentinhos por R$ 2,40!!

Tanto o atendimento quanto o visual dos frequentadores me surpreendeu: o primeiro, positivamente; o segundo, de forma negativa. Ninguém muito preocupado com aparência, gente até de bermuda e chinelo, como é habitual em qualquer bairro do Rio. Portanto, se você pensa em conhecer o shopping nas férias, vá com a roupa nossa de cada dia. Falando em frequentadores, muitos artistas desfilavam pelo Village. Edson Celulari, Murilo Rosa e Rodrigo Lombardi na Burberry, Tiffany e Cartier, respectivamente. Os três com atitude de "gente normal", sem qualquer afetação. No entanto, Celulari saiu lo-ta-do de sacolas pelos corredores. Para quem seriam tantos presentes? Murilo Rosa e Rodrigo Lombardi bem mais jovens ao vivo do que na novela. Há que se ter cuidado com esta câmera de alta definição, pois anda envelhcendo os bonitões. Já que o assunto é artista, hoje me deparo com a gloriosa Lília Cabral no shopping Leblon. Não me aguentei e disse: Desculpe estar te olhando tanto, é que sou muito sua fã!! Não falo que depois dos 40 fiquei da pá-virada? Pois é, nunca fui de abordar artistas na rua.

Voltando ao Village...Na praça de alimentação, há opções mais baratas, como o Batata Inglesa e Viena. Não são apenas restaurantes caríssimos e da moda.

No quesito limpeza, acho que o Fashion Mall ganha. Achei o banheiro escuro, e reproduzo frase que ouvi no local: Ihh, o vaso tá todo sujo! Preciso dizer mais alguma coisa?

Para finalizar, lembro que nem todas as lojas estão em funcionamento. Carolina Herrera e Gucci, por exemplo, ainda não inauguraram. Outro detalhe: as grifes, no Brasil, trabalham com parcelamento, diferente do exterior. Na Burberry, aceitam até 6 vezes sem juros. Na Louis Vuitton e Tiffany também é possível dividir em 3 vezes. Coisas do Brasil.

Feliz Natal a todos e bons passeios em 2013!

 

 

 

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120