.

Uma fashionista e as delícias natalinas

24-11-2011

Blog-024

Blog-024.1

Blog-024.2

Blog-024.3

Vascota anda toda metida, só come chocolates finos. Imagina...O que quero mostrar para vocês neste post é que fashionista também é guloso, para manter a forma dá-lhe saladinha e peito de frango frelhado. Mas, cá entre nós, olhando a beleza destas delícias natalinas da Kaebisch Schokoladen dá para resistir? A propósito, presentear com chocolate ou panetone é chique. Uma vez, ouvi uma cabeleireira reclamando de que o Natal parecia Páscoa, tamanha a quantidade de chocolate que a moça havia recebido de Natal naquele ano. Ora, se você não curte chocolate nem panetone, não reclame, doe tudo para uma instituição de caridade, isso sim, é uma atitude bacana. Estar na moda é, acima de tudo, estar bem informado. Desde já, desejo um Natal abençoado, doce e glamouroso para vocês, leitores. No Rio, a Kaebisch tem loja no Shopping da Gávea.

 

 

A campanha continua

11-11-2011

Blog-023

Quando Vascota quer comer bastanteeee, os garçons regulam: em vez de seis bolinhos de bacalhau, a senhora deveria pedir apenas quatro, disse-me um deles, alegando que mais do que quatro bolinhos seriam suficientes para perder a fome e não aguentar o prato principal.

Quando Vascota quis comer um misto quente, o garçom sugeriu que dividisse o sanduíche com o companheiro de mesa.

Esta semana, quando Vascota quis ficar na saladinha, a garçonete se espantou: "- E o prato, qual será?". A salada, respondi. A moça se surpreendeu, parecia que eu iria comer apenas uma colher de linhaça, ou de aveia na hora do almoço, enfim, algo que não fosse me dar sustância.

Portanto, a campanha continua: deixem Vascota, ou melhor, Magali Vasconcellos, comer em paz! (Seja uma quantidade maior ou menor do que se espera).

 

Participe desta campanha!

06-11-2011

Blog-022

Vascota foi a Niterói comer bolinho de bacalhau e teve a quantidade regulada pelo garçom. Queria pedir seis, ou, até mesmo, doze bolinhos de uma só vez, enquanto o garçom sugeriu lhe servir apenas quatro, alegando que mais do que isso seria suficiente para que o estômago de Vasco não tivesse espaço para o almoço.

No último final de semana, Vascota foi pedir um misto quente e novamente teve a quantidade reduzida pelo garçom. O moço insinuou que Vasco poderia dividir o sanduíche com seu acompanhante.

Que tal participar desta campanha natalina: Deixem Vascota, ou melhor, Magali Vasconcellos, comer em paz!

 

 

Magali Vasconcellos

27-10-2011

Blog-021

Vascota esteve em Niterói, onde foi almoçar no tradicionalíssimo e delicioso Gruta de Santo Antônio. A especialidade da casa é o bacalhau, prato que Vascota não aprecia. Então, foi fazer o quê lá? Fui me deliciar com os bolinhos de bacalhau, que mais parecem uns porquinhos, devido ao tamanho. São maiores do que de costume. Querendo ser gentil, o garçom sugeriu: "- A senhora não quer pedir a porção com quatro para poder aguentar o almoço?" Respondi que preferia a porção maior, com seis, uma vez que havia ido ali para comer os bolinhos e que talvez nem pedisse prato principal, apenas uma sobremesa depois do bolinho. E o moço insistindo: "- Olha que os bolinhos são grandes...". O povo do Rio tem fama de possuir boa forma, mas não acho interessante os garçons regularem o que o cliente vai comer. Deu muita vontade de dizer: meu nome é Magali Vasconcellos, sou gulosa, em vez de seis, traga-me doze bolinhos, ora pois! Convenci o moço sobre a porção com seis e, para finalizar, escolhi duas sobremesas: manjar de coco(brinde da casa) e pastel de Belém.

 

 

É proibido dormir.

16-10-2011

blog-020

Amigo da coluna esteve neste domingo no Shopping da Gávea. Enquanto aguardava a esposa terminar as compras, refestelou-se em um dos sofás do shopping para tirar um cochilo. Subitamente, foi interpelado por uma segurança do local. "- O senhor está passando mal?", perguntou a moça. O amigo declarou que não. Com isso, foi avisado pela segurança: é proibido dormir aqui. Preocupa-me o fato de um cidadão de bem não poder tirar um cochilo em um sofá de shopping. Que lei terá ele infringido? A partir de agora, o que faremos com nossos maridos, namorados e/ou afins nesta época pré-natalina? Será que os shopping centers proibirão de vez a entrada de entes do sexo masculino? Dormir no sofá não pode, mas pagar nossa conta por cortesia os shoppings ainda permitem?

 

 

 

 

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120