.

Edição 396

coluna-396-01Vascota está depenada. Kakakaka. E quem arrancou tuas plumas, Vasco? Ou teu dinheiro, o que seria ainda pior? Com pouca resistência à dor, hesitei ao iniciar o tratamento de fotodepilação, que promete diminuir em 80 por cento os pelos. Em poucas semanas, e melhor, sem sentir dor durante as sessões, já vi diferença, posso usar tranquilamente meus vestidos, que os pelos da perna crescem em ritmo bem mais lento. Nesta edição, dicas para não terminar o ano depenado, não em relação aos pelos corporais, mas sim, no sentido econômico, uma vez que é muito fácil se endividar nesta época natalina.

1) A partir desta semana, se puder esperar, compre tudo, eu disse tu-do, só depois do dia 25 de dezembro. Buáaa! Mas, eu quero comprar agora, assim que sair o 13º salário. E você quer que eu passe o Natal e o Ano Novo de roupa velha, Vasco? Que ideia! Comprar roupa nova apenas para passar as festas de fim de ano está, definitivamente, fora de moda. Se não aguentar até o dia 26 de dezembro, quando os preços começam a cair consideravelmente, ao menos compre algo que servirá para outras ocasiões.

coluna-396-022) Faça uma programação mental. Ao sair de uma loja, repita em silêncio: eu resisti à bolsa, eu resisti ao sapato, e assim por diante. Você se fortalece, garanto. Conta outra, Vasco, que você repete mantra ao sair de loja? Repito, sim, e tem dado certo.


3) Os vendedores precisam vender. Fato. Tenho amigas vendedoras, muito queridas, por sinal. Mas, também é fato que nós, assalariados, não podemos gastar todo o nosso pagamento com roupas e acessórios. Portanto, não caia no conto do "é o último, se você não levar agora corre o risco de não encontrar depois". Ah, Vasco, você quer que eu arrisque e deixe tudo para comprar na liquidação. E se não encontrar mais aquele vestido maravilhoso pelo qual me apaixonei? Não tem problema, com certeza haverá na liquidação de janeiro e fevereiro outro tão, ou mais bonito, do que aquele que você viu agora.

coluna-396-06

4) Tente comprar sempre nas mesmas lojas. Assim, você se torna conhecido e, a partir de então, será avisado sobre promoções e outras vantagens da grife. Além de garantir descontos, como o de aniversariantes do mês.

coluna-396-055) Outra vantagem de comprar nas mesmas lojas: as roupas e acessórios passarão a "conversar" melhor entre si. O que quero dizer com isso é que de nada adianta, por exemplo, você fazer uma viagem e se encher de peças baratas de marcas que nunca usou. Ao chegar em casa vai me dar razão, isto é, vai se dar conta de que essas peças não combinam com nada do que você já tem no armário.

coluna-396-04

 

 

 

 6) Não guarde peças que você deixou de usar há tempos. Mas, é um Saint Laurent, Vasco! Saint Laurent, Dior, Valentino, não importa: se não usa mais, porque aumentou ou diminuiu de tamanho, ou ainda porque passou a desgostar da roupa ou do acessório, escolha uma das alternativas: doe ou venda em um brechó.  Encher o armário com roupas que não tem mais uso não é econômico, pois aumentam os custos para conservá-las, em cidades úmidas como o Rio a chance de mofar é grande.

7) Comprar roupa ou sapato de tamanho inadequado é sinônimo de perda. O gasto com ajustes, no caso das roupas, pode superar o preço da peça; no caso dos sapatos, o risco de não amaciar ou cair do pé é enorme. Se não tem do seu tamanho, ótimo, saia da loja feliz, festejando por não ter gasto seu dinheiro com algo que você acabará não usando.

coluna-396-038) Cosmético é bom e eu adoro. Se você sabe que seu cabelo se adapta a um shampoo ou condicionador, não troque. Isto mesmo, nada de ficar variando, como alguns recomendam. Escolha as linhas com as quais seu cabelo "se dá" e permaneça usando essas, nada de ficar fazendo laboratório na cabeça.

9) Falando em cosméticos, se no banheiro ou no armário existem produtos que não usa mais, por ter enjoado, ou por não ter dado certo para a pele ou para o cabelo, não hesite: doe ou venda. Alguns brechós aceitam cosméticos usados, como cremes e perfumes.

10) Estar na moda é, acima de tudo, estar bem informado. Com isso, vale a pena se informar antes de sair comprando por aí. Leia bastante, verifique se tal cor ou tal corte continuará na moda em 2012, de preferência escolha peças mais neutras que podem ser usadas o ano inteiro.

coluna-396-0711) Acabei incluindo este 11º item, após receber e-mail de uma leitora sobre fraudes em compras na Internet. Todo o cuidado é pouco antes de comprar em sites, cheque se há reclamações sobre a empresa em: www.reclameaqui.com.br

 

Terça-feira é o dia de nosso encontro marcado. Moda, cultura e comportamento com muito bom humor. Tchau e até lá! A você que me adicionou em favoritos este mês, super obrigada.

 

 

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120