.

Edição 366

E então,Vasco, gostou do casamento real? Adorei, embora não tenha achado o vestido de Kate deslumbrante. Em tempos midiáticos, tudo é deslumbrante, ou ainda, “o mais bonito”, “o melhor”, “o mais gostoso”, etc. Deslumbrante, a meu ver, foi o comportamento dos Middleton na cerimônia, que família distinta. Mas, fala do vestido, Vasco! Achei-o super adequado, afirmaria convictamente que o vestido é sem adjetivos, pois, embora Nossa Língua Portuguesa seja tão rica, por incrível que pareça, às vezes faltam-nos palavras, adjetivos para qualificar algo. A escolha da estilista Sarah Burton foi acertada, e o resultado, bem, o mundo viu: Kate estava ela mesma no dia do casamento, com seu estilo próprio, sóbrio e, ao mesmo tempo, moderno, que já está sendo copiado no mundo inteiro. Fora o casamento real, continuo chocada com o mau atendimento no Rio. No último sábado, tive um refresco, há tempos nenhum prestador de serviço me tratava com tamanha gentileza. Fui buscar uma bolsa de viagem no Sapateiro e seu Mário me ajudou a colocá-la no carro. Deslumbrante! A propósito, o Sapateiro que conserta até modelos de grifes internacionais fica na Rua Jangadeiros, em Ipanema.
Esfuziante Camilla – Pô, Vasco, começar os comentários do casamento falando de Camilla Parker-Bowles não é mole, não! Concordo, por isso escolhi justamente a Duquesa da Cornuália para abrir a lista. Camilla parece não acertar nunca no aspecto visual, fisgou um príncipe, é verdade, talvez tenha seus encantos em particular, mas, em público, nunca a vi bonita tampouco elegante. O que notei no casamento real é que Camilla mudou a postura, antigamente era mais discreta e reservada, agora está toda “saidinha”, troca conversinhas com a rainha e tudo o mais, quem te viu, quem te vê.
Intrigante  Carole – Posso estar enganada, mas, pelas atitudes, os Middleton já demonstraram que não pretendem, de forma alguma, tirar proveito do casamento da filha. Carole, a mãe da noiva, estava em conformidade com a ocasião, o traje da grife Catherine Walker a manteve elegante, discreta e segura.

Maçante daminha – Apesar do protocolo rígido, o casamento real rendeu cenas engraçadas. Que coisa fofa as daminhas e pajens escalados para a celebração. Eliza Lopes, a neta de três anos de Camilla Parker-Bowles, estava no cortejo. Como toda criança, Eliza e suas coleguinhas pareciam estar entediadas em alguns momentos da celebração.


À esquerda: Eliza Lopes, a mais jovem dama do cortejo real. Acima: William e Kate rodeados pelo séquito infantil.
Chocante visual – As princesas Eugenie e Beatrice, primas de William, foram um capítulo à parte no casamento real. A imprensa especializada afirmou que as duas parecem ter herdado o mau gosto da mãe, Sarah Ferguson, ex-mulher do príncipe Andrew, irmão de Charles. Sarah, aliás, não foi convidada para as bodas de William e Kate. Além do mau gosto para se vestir na ocasião, achei as duas com cara de coelho assustado.
Provocante Pippa – A grande estrela do casamento real foi Pippa Middleton, irmã de Kate, o mundo inteiro só fala nela, a propósito, com toda a razão. Pippa vestiu a mesma grife que fez o vestido de Kate: Alexander McQueen. Achei a criação da estilista Sarah Burton para a madrinha mais impactante do que o vestido da noiva.
Incitante Harry – O irmão de William, que tinha um jeito “maluquinho” quando mais jovem, parece ter amadurecido. Harry estava super compenetrado na tarefa de ajudar o irmão no casamento. Além de amadurecido, Harry também embelezou com o passar dos anos.
Encorajante rainha – Será dura a vida de uma rainha? Elizabeth II deve ter encorajado o neto a se casar, afinal já conhecia bem a noiva, em função do longo tempo de namoro. Apesar do sorriso nas fotos, nota-se claramente a cara de enfado da rainha nas diversas cerimônias das quais é obrigada a participar. No casamento real, não foi diferente. Quem pode, pode, quem não pode...
Elizabeth II mantém a pose não importa a ocasião

Interessante noiva – Até no dia de seu casamento, Kate, agora duquesa de Cambridge, manteve-se firme a seu estilo. Clássica, chique, moderna, pelo visto, eterna.

A felicidade do novo casal ao término da cerimônia
Estimulante âncora – Ah, o que seria do casamento real sem a imprensa? Não entendo por que em eventos especiais como o Oscar, e agora o casamento real, alguns âncoras de televisão dão gargalhadas na telinha. Haverá algum fato tão engraçado que não consigo captar? Pior do que gargalhar sem ter motivo é falar bobagem; na dúvida, pergunte, diz o ditado. Um festival de desinformação foi exibido durante a transmissão do casamento de William e Kate. No entanto, a coluna parabeniza a âncora Mishal Husain, da BBC, de Londres. Sem dúvida, a mais calma, a mais correta, a mais bem informada. Estar na moda é, acima de tudo, estar bem informado. O trabalho de Mishal serviu para estimular os jovens repórteres.
Terça-feira é o dia de nosso encontro marcado. Tchau e até lá! Lembrando que Flávia Vasconcellos apresenta o quadro Estilo, toda sexta-feira, às 8:20h da manhã, na Rádio Roquette Pinto. Quem mora no Rio, basta sintonizar 94,1 FM. Para os ouvintes de fora do Rio, a rádio pode ser acessada pela Internet através do endereço: www.fm94.rj.gov.br.
E-mails para esta coluna: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Colaboração:
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil  Christine (da França)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120