.

Edição 365

Estamos a dias do casamento real. - Tá nervosa, Vasco? Muito, não estou nem dormindo direito.
- E o que você diria a Kate Middleton, caso fosse entrevistá-la? Diria: gosto do seu estilo.
- Virou puxa-saco, Vasco?
Não, nunca fui puxa-saco de entrevistado, muito menos de celebridade. A verdade é que aprovo a moça. Acusada de alpinista social e ridicularizada muitas vezes por ter esperado pelo príncipe William durante tantos anos, pô, queriam o quê? Que a moça esperasse por um qualquer, para ser mulher de malandro? Nada contra, quem somos nós para julgar alguém, mas, sejamos francos, enquanto umas esperam por um malandro a vida toda, Kate esperou por um príncipe e conseguiu. Bingo! Que seja feliz. Falta agora uma visitinha ao Brasil. Quem sabe? Nesta edição, sugestões que talvez Kate apreciasse em uma visita ao Rio.
Rio real – Embora não seja grande fã de filmes de animação, aproveitei o feriadão de Páscoa para assistir ao filme “Rio”. Fofíssimo o amor das araras Blu e Jade. Quem sabe assistindo ao filme, William e Kate não se interessariam por uma viagem à Cidade Maravilhosa, uma vez que o filme se passa na maior parte do tempo em terras cariocas.
Presente real – Creio que o bom presente não tem exatamente a ver com dinheiro. Muitas vezes um objeto simples agrada mais do que algo suntuoso, porém, sem utilidade para o presenteado. O Boticário acertou com as novidades para o Dia das Mães: as fragrâncias Floratta in rose belle e Floratta in rose amour são simples e sofisticadas ao mesmo tempo, sendo que gostei mais desta última; com o casamento real, de fato, o amor está no ar.

Coleção real – Para nós que escrevemos sobre moda, é motivo de alegria ver a recuperação de uma grife. Sentia que a Pepper andava meio “caída” nas últimas coleções, mas agora no outono-inverno percebi um frescor, como neste casaco adaptável a qualquer visual.

Boca real – Assim como vi a Pepper “renascer” nesta estação, também tenho acompanhado a melhora da qualidade dos produtos Contém 1g. Tenho vários batons da marca, acabo de investir em dois da coleção outono-inverno: o Moscou e o Kiev.
Capeto real – Isabela Capeto recorreu a Santa Bárbara e a São Jorge para resolver questões ligadas à sua marca. A estilista havia vendido 50 por cento da grife à InBrands, mas recentemente conseguiu recuperar a marca. Algumas mudanças, no entanto, foram necessárias: a demissão de 12 funcionários, o fechamento da ponta de estoque que ficava no Humaitá, e o encerramento das duas lojas de São Paulo. Isabela mantém agora a loja do Leblon, com suas roupas e uma novidade, a Casa Capeto. Como o próprio nome já diz, é uma linha de cama, mesa e objetos de decoração.
Terça-feira é o dia de nosso encontro marcado. Tchau e até lá! Lembrando que Flávia Vasconcellos apresenta o quadro Estilo, toda sexta-feira, às 8:20h da manhã, na Rádio Roquette Pinto. Quem mora no Rio, basta sintonizar 94,1 FM. Para os ouvintes de fora do Rio, a rádio pode ser acessada pela Internet através do endereço: www.fm94.rj.gov.br.
E-mails para esta coluna: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Colaboração:
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil  Christine (da França)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120