.

Edição 345

O carioca acolhe, até o dia 7 de outubro, o Festival de Cinema do Rio. São cerca de 300 filmes de diversos países. Ih, que bacana, Vasco! De fato, é bacanérrimo. Porém, muitas vezes o que se vê é um festival de falta de educação. Atrasos no início dos filmes, e o povo...Bem, deixa pra lá. Já assistiu a quantos e a quais filmes, Vasco? Na última sexta-feira, fui rebolar o bumbum em pleno centro da cidade; no Cine Odeon, na Cinelândia, foi exibido o documentário “Gretchen-filme estrada”. Pô, Vasco, e que grande feito para a humanidade a cantora Gretchen realizou para ter sua vida exibida na tela grande? Muitos, caríssimos, como se apresentar sorrindo, como se estivesse cantando pela primeira vez, em circos do interior do Nordeste. Esse é o nosso Brasil verdadeiro. Enquanto naquelas localidades os espectadores desembolsam R$ 2,00 para ver o circo passar, aqui na metrópole chegamos a gastar R$ 260,00 para ver Mr. Baryshnikov no palco do Municipal.


Festival de piruetas – O bailarino Mikhail Baryshnikov se apresenta no Theatro Municipal do Rio nos dias 29 e 31 de outubro. Vasco, você não já viu o Bary em 2007, vai ver de novo? Vou, caríssimos, quem é apaixonado por dança, ou já praticou balé, como esta que vos escreve, sabe que, quando esses espetáculos internacionais vêm à cidade, é praticamente impossível resistir. Todavia, há que se lembrar de que Mr. Baryshnikov não gosta de tirar fotos com o público. Cheguei perto dele e berrei(desculpem o termo) dizendo que havia esperado 30 anos para vê-lo. De nada adiantou, o bailarino olhava com cara de tô nem aí e respondia apenas: “no photo”, isto é, sem fotos. Ah, é? Então, botei o cabeção na frente e tirei, sim, a tão esperada foto com Baryshnikov.

Acima: a cabeça de Flávia e, ao fundo, Mr. Baryshnikov (de óculos) dando autógrafos.
Esquerda: o dueto com a espanhola Ana Laguna no espetáculo atual.

Festival de substituições – Jéssica Lengyel não é mais a estilista da Colcci. A marca costuma contratar Gisele Bündchen para suas apresentações nas semanas de moda. Nada contra Jéssica, mas vamos relembrar a vinheta do Fantástico: "Olhe bem, preste atenção, lárárárárárárá." Agora responda: Gisele merecia, ou não, um look mais bonito para desfilar nas passarelas brasileiras?
Festival de terror – Achei a sapatilha da Santa Lolla com detalhe de caveirinha excelente para ir ao Festival de Cinema do Rio, assim assusta os engraçadinhos que querem nos empurrar, ou fazer qualquer espécie de afronta, em um momento que deveria ser de relax e curtição total dos filmes.
Festival de cores – Comprei 3 cores da coleção Fashion da Colorama: o militar, o jeans e o clubber, apenas ainda não experimentei, pois estou com outros esmaltes na fila de espera.
Festival de joias – A Amsterdam Sauer lançou pingente em homenagem ao filme “Comer, Rezar, Amar”, que está prestes a estrear no Brasil.
Festival de criatividade – Se já é difícil fazer regime nos mantendo longe das guloseimas, o que dizer se carregarmos na bolsa porta-níqueis e carteiras cheias de “calorias”, como estas da marca carioca Q-Vizu? Quem sabe os acessórios provoquem o efeito contrário, ou seja, ao tirá-los da bolsa, acabe a vontade de comer sanduíches, fritas, etc.
Terça-feira é o dia de nosso encontro marcado. Tchau e até lá! Lembrando que Flávia Vasconcellos apresenta o quadro Estilo, toda sexta-feira, às 8:20h da manhã, na Rádio Roquette Pinto. Quem mora no Rio, basta sintonizar 94,1 FM. Para os ouvintes de fora do Rio, a rádio pode ser acessada pela Internet através do endereço: www.fm94.rj.gov.br.
E-mails para esta coluna: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Colaboração:
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil  Christine (da França)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120