.

Edição 112

A moda e os cinco sentidos. Este é o assunto desta 112ª edição. Um desfile de moda pode mexer com nossa visão, nosso tato e até com nosso paladar, evocando sabores de terras distantes. E a trilha sonora dos desfiles, então...Às vezes, voltamos para casa e a música não sai da cabeça. Os veludos das coleções de inverno e, muitas vezes, as estampas de verão, provocam o desejo de tocar, para examinar de perto como é o tecido. Confira a seguir os desfiles da São Paulo Fashion Week e sua relação com os cinco sentidos.
Perfume espanhol (olfato) – Se no Fashion Rio, o perfume era oriental, apresentado por Walter Rodrigues e Marcella Virzi que se inspiraram no Japão e na China, na São Paulo Fashion Week o cheiro é caliente e vem da Espanha. Daqui para a frente, esqueça as colônias de verão e comece a apostar nos perfumes mais encorpados para o inverno. Veja a coleção de Alexandre Herchcovitch para a Cori com inspiração espanhola.
Fotos: Divulgação (Agência Fotosite)
Ai que calor! Ai que frio! (tato/sensações na pele) – Na São Paulo Fashion Week, os fashionistas morreram de calor e também de frio. A grife Cavalera apresentou seu desfile no Museu do Ipiranga debaixo de um calor de 31ºC. No desfile da Ellus, foi o contrário, nevou na passarela. Outro momento tátil, digamos assim, foi o desfile de Ricardo Almeida, não dá vontade de tirar uma casquinha dos bonitões?
 

Ai meu Deus, que pressão é essa?! (visão) – Você já olhou bem para o seu mecânico? Na novela Belíssima, da TV Globo, o personagem Pascoal, de Reinaldo Gianechini, é adorado e idolatrado pelas belíssimas do folhetim: Safira (Cláudia Raia) e Rebeca (Carolina Ferraz), só para citar algumas. O estilista Ricardo Almeida fez uma homenagem aos mecânicos bonitões como Pascoal.  E as roupas, hein? E os modelos, hein? Colírio para os olhos.

Tô nem aí! (audição) – Você anda se importando com o que falam por aí sobre você? Quanto você gastou naquela bolsa maravilhosa, se você ficou, ou não, com aquele colega de trabalho...Em 2006, simplesmente diga em alto e bom som: “Tô nem aí”. Feche de vez os ouvidos para os invejosos de plantão e curta a proposta da grife Neon. Chegue, arrase e faça um striptease inesperado. O que vão falar? Lembre-se de que você não está nem aí...

Um café, por favor (paladar) – Você gosta de café? Eu adoro! Ainda mais se pensarmos em um café tomado em um local bem charmoso. Mário Queiroz fez um desfile inspirado nos jovens parisienses da década de 20. Que tal uma passadinha no Café de Flore?

Colaboração:
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil Christine (da França)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120