.

Edição 88

Quanto vale o conforto? – Seu melhor programa de sábado é motivo de aborrecimento com seu marido ou namorado, ou seja, ele reclama de suas idas ao salão? A partir de hoje, ele não vai mais implicar com suas saídas vespertinas de sábado com destino ao cabeleireiro. Antigamente, era mais barato chamarmos a manicure ou a cabeleireira em casa (a propósito, outro dia, espionei minha vizinha linda, lépida e faceira em uma sessão de tintura, escova e chapinha em domicílio na varanda de seu apartamento), todavia, o que talvez a vizinha não saiba é que este conforto de trazer a cabeleireira em casa pode custar bem mais caro do que uma ida ao salão da esquina. Vamos aos preços cobrados em São Paulo pelos serviços de delivery, em bom Português, o envio de uma manicure ou cabeleireiro em casa. O salão MG Hair, de Marco Antônio Di Biaggi, cobra R$100,00 pela escova e R$120,00 pelo serviço de manicure e pedicure, caso tenha que enviar um de seus profissionais a hotéis ou residências. Na rede Jacques Janine, a escova em domicílio pode chegar a R$130,00 e a depilação de sobrancelha pode custar R$120,00.
Presente para o papai – Agora que seu marido ou namorado já se acalmou após ler a reportagem sobre os preços da beleza em domicílio, vamos pensar na compra do presente para o Dia dos Pais. Comecemos pelos presentes mais populares. O Boticário acaba de lançar o sabonete líquido com a fragrância do perfume Malbec. Preço: R$19,90. A Richards está com uma promoção: quem fizer compras nas lojas da grife até o dia 30 de agosto concorre a uma viagem para o hotel Pestana de Buenos Aires. Na foto, tênis da marca. Preço: R$198,00. Para quem dispõe de um orçamento mais alto para a compra do presente, eis as sugestões da Amsterdam Sauer: Caneta roller: R$172,50; Carteira: R$138,00; Prendedor de gravata: R$196,00; Relógio Cronógrafo Director Preto: R$ 1260,00.

Paternidade no século XXI – Alguns países já admitem a união homossexual, mas como fica a paternidade nas famílias gays? A dupla de estilistas italianos Dolce e Gabbana manifestou o desejo de ter filhos em entrevista à revista Vanity Fair. A lei italiana não permite atualmente a adoção por gays. Na entrevista, Domenico, que é de origem siciliana, diz sentir falta do barulho de pratos à mesa, e, por isso gostaria de ter uma família bem numerosa. Stefano cogita a possibilidade de abrir espaço para uma figura feminina em sua vida, que poderia realizar seu sonho de ser pai.

Foto: Corriere.it
Cão de companhia – Enquanto Dolce e Gabbana não adotam um filho, podem arranjar um cachorrinho de estimação. Snoopy, o cãozinho fofo das histórias em quadrinhos, transformou-se em um cão real. O primeiro cachorro clonado do mundo se chama Snuppy.
Hipnose premiada – A máscara Hypnôse da Lancôme recebeu o prêmio “Avantages de la Beauté 2005”. O prêmio é resultado de uma eleição feita pela revista francesa “Avantages : 6 mil leitoras votaram na máscara dentro da categoria “inovação”.
Léxico – Esses dias, ouvi de um taxista a expressão “Gente fina, podes crer”. Na hora, disse a ele que em meus 34 anos de vida nunca alguém havia me chamado desta forma, isto é: “Ô, Gente Fina, vem cá”. Certo é que um taxista não deveria se dirigir a um (a) passageiro (a) de modo tão informal, digamos, mas confesso que, da maneira como o taxista pronunciou a expressão, a frase tornou-se bastante simpática.
Léxico 2 – O cheque está caindo em desuso no mundo, após a proliferação das maquininhas de cartão de crédito e/ou débito. Ao pagar uma conta com cartão, principalmente no caso de débito, digita-se uma senha na maquininha, correto? Outro dia, no supermercado do bairro, o funcionário me solicitou: “Senha!” Penso que os verbos devem ser utilizados em qualquer língua para ilustrar melhor o diálogo, ou ainda para enriquecer o vocabulário do falante. Creio, então, que o correto, no caso do funcionário do supermercado, seria: “Digite a senha, por favor”. Do contrário, se utilizarmos apenas substantivos em nosso dia-a-dia, correremos o risco de ser tachados de grosseiros ou, até mesmo, infantis. Imaginemos uma pessoa que só nos dirige a palavra desta maneira: “Senha”; “sede”; “calor”.

Na próxima edição, você vai conhecer uma biblioteca fashion; neste lugar, além de livros, circulam ainda bonecas e manequins. Terça-feira é o dia de nosso encontro marcado. Tchau e até lá!
E-mails para esta coluna: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Colaboração:
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil Christine (da França)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120