.

Edição 79

O que um monge esconde atrás do hábito – Você já parou para imaginar o que um padre veste por baixo da batina, ou ainda, o que sente o coração de um padre? Uma vez que o assunto é o amor, dois monges abrem o coração e expressam seus sentimentos. Falam ainda de moda e comportamento, com exclusividade para a coluna. Dom Hugo Cavalcante mora e trabalha no Mosteiro de São Bento de Brasília, esteve recentemente no Rio cumprindo funções profissionais. Dom Anselmo de Paiva é do Mosteiro do Rio. Juntos, fizeram revelações surpreendentes, porém avisaram: - Aqui em nossa casa, mulher não entra. E se eu fosse um repórter e não uma repórter, questionei, poderia me infiltrar nas dependências do Mosteiro? A resposta foi curta: - Não - disse Dom Hugo, explicando que em nossas casas não entra qualquer um, no Mosteiro é a mesma coisa, os quartos, que são chamados de celas, representam a intimidade dos monges, e, por isso, são proibidos terminantemente à visitação. Mas, não foi preciso conhecer o quarto dos monges para que eles revelassem sua intimidade, seus sentimentos mais profundos. Por trás do hábito, há um monge e, acima de tudo, um homem.
Fotos: Marcelo O'Reilly
Dom Hugo Cavalcante no Mosteiro de São Bento (RJ) revelando o que há por trás do hábito
Dom Anselmo de Paiva celebrando Missa na Igreja do Colégio Santo Amaro (RJ)
Sentimos as mesmas coisas que qualquer outro homem - diz Dom Anselmo. Desejo sexual?
– Sim - afirma o monge. Raiva? – Também - completa ele. Ambos com dez anos de sacerdócio, conhecem a alma feminina, contam que muitas mulheres os procuram para falar dos maridos. Dica para arranjar namorado? Dom Hugo, de 36 anos, afirma que cara-metade não existe, já somos completos, garante o padre, e recomenda que a pessoa deve buscar alguém que vá fazer uma comunhão com ela. Quando os jovens o abordam cheios de entusiasmo para casar, Dom Hugo pergunta: - Quer casar com ele por quê? Quando ouve a resposta:
- Porque eu quero ser feliz - deixa claro: - Você deve casar para fazer o outro feliz.
Padre não pode casar, isso sabemos, todavia, pode ir à praia, não é proibido, explica Dom Hugo. Tampouco é proibido vestir short por baixo da batina. Devido ao calor carioca, Dom Hugo e Dom Anselmo admitem sem pudor que algumas vezes rezam a Missa vestindo bermudas por baixo da batina. A bermuda secreta só não pôde ser fotografada. Quando perguntei o que um monge esconde atrás do hábito, Dom Hugo foi claro e respondeu com seu sotaque pernambucano:
- Vixe, conto, mas não mostro.
 
Fotos: Marcelo O'Reilly

Fachada do Mosteiro de São Bento (RJ)
Dom Anselmo e Dom Hugo em um dia quente do outono carioca, o que será que trajavam por baixo do hábito?
Coisa de bacana – Eis que você seguiu a dica de Dom Hugo e, finalmente, encontrou este alguém especial para chamar de seu. Primeiro Dia dos Namorados juntos merece um belo presente. Na última edição, a coluna mostrou dicas de presentes mais populares, digamos assim, entre R$ 20,00 e R$60,00. Nesta edição, vamos esnobar, pois, com certeza, além de um namorado novo, você encontrou um namorado rico, pelo menos rico em espírito, disposto a gastar quanto for para conquistar de vez seu coração. Imprima a coluna e mostre as sugestões de presentes para ele. Para começar, que tal a bolsinha sensação da Dior? Preço: € 200,00. Continuando a lista, um conjuntinho de bolsas de viagem, afinal seus finais-de-semana nunca mais serão monótonos, daqui para a frente, quando chegar a sexta-feira, virá junto o convite para uma viagem. As bolsinhas da marca Juicy Couture custam: US$98,00 a grande e US$58,00 a pequena.

Coisa de bacana 2 – Agora, se o seu namorado é chique de verdade, ele vai lhe presentear com algo para elevar o espírito. Na França, os salões de chá estão na última moda, e os bacanas não querem saber daquele chá em saquinhos que compramos nos supermercados e tomamos quando estamos doentes ou com frio, por exemplo, a ordem é importar chás da China, Japão e até da África. Na loja Fauchon, a mais cara de Paris, pode-se encontrar o chá Dung Ding, proveniente da China, um quilo custa € 320,00. E para acompanhar o chá, que tal as bombas cor de rosa, chamadas pelo próprio fabricante de bombas fashion. Detalhe: seu amado não precisará ir à França, os produtos Fauchon são vendidos no Brasil, na loja Empório Santa Maria de São Paulo.

Léxico – “Mora aqui perto, colega?” Foi a frase que ouvi esta semana na fila do banco. Como diz o carioca, ninguém merece. Para quem está tentando arranjar namorado, todo o cuidado é pouco com o léxico, o vocabulário usado na hora de lançar aquela frase impactante, que pode conquistar alguém ou, definitivamente, decepcionar este alguém. Juro que, ao chegar em casa, corri para procurar no dicionário o significado da palavra colega, pois eis que, de repente, eu era colega daquele rapaz do banco e não sabia. Descobri que não somos colegas, pois, segundo o dicionário UNESP do Português contemporâneo, colega é “uma pessoa que, em relação a outra, pertence à mesma escola, comunidade, profissão, etc. ou é um amigo da mesma idade”.
Corra, que eles vêm aí!! – Se você pretende assistir ao espetáculo de dança do grupo americano MOMIX, é bom se apressar. No primeiro dia de venda de ingressos, as filas se estendiam pelo lado de fora do Theatro Municipal. Os ingressos podem ser comprados por telefone, mas saem pelo dobro do preço. O grupo MOMIX se apresenta nos dias 28, 29 e 30 de junho no Theatro Municipal do Rio.

Na próxima edição, tudo sobre o Fashion Rio e o Fashion Business, lembrando que o Fashion Rio será realizado entre os dias 14 e 19 de junho no MAM, o Museu de Arte Moderna do Rio.
Terça-feira é o dia de nosso encontro marcado. Tchau e até lá!
E-mails para esta coluna: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Agradecimentos:

  • Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro,
  • Mosteiro de São Bento de Brasília,
  • Irmãs Beneditinas Missionárias de Tutzing,
  • Colégio Santo Amaro do Rio de Janeiro.

Colaboração:
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil Christine (da França)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120