.

Edição 70

Palavra de homem – A caixa de e-mails da coluna lotou no decorrer da semana. Os leitores se manifestaram a respeito da nova moda apresentada na última edição: trocar de sobrenome ao casar para agradar a mulher. Jorge Marques, crítico literário de São Paulo, foi o primeiro a se pronunciar, mal a coluna foi ao ar, e Jorge enviou sua mensagem, que diz: “Eu mudaria, sim, o meu nome, se minha mulher assim o desejasse. É muito interessante ser testemunha de quebra de algum tabu”.
Desnuda – Luiza Brunet desnuda-se de corpo e alma no livro “Luiza Brunet - uma mulher brasileira”, Editora Senac Rio. O livro da ex-modelo e agora empresária traz fotos, muitas fotos, algumas ousadas (para que os fãs possam matar a saudade...) e mostra também revelações como, por exemplo, a de que Luiza faz as malas do marido há mais de 20 anos. Para as aspirantes à modelo e para quem gosta de moda, as dicas de Luiza são valiosas. Detalhe: a obra, de agradável leitura, estava em exposição na livraria Siciliano, aqui no Rio. (Confesso que li 165 páginas sentada no café da livraria). Qual não foi minha surpresa, dias depois, ao constatar que a livraria fechou todos os exemplares com plástico inviolável? Concluo que deveria haver alguma câmera Big Brother instalada no dia em que escolhi para conhecer o livro.
Ela é puro êxtase – A frase, trecho de letra de música, pode ser atribuída à bela Luiza, mas o êxtase de que vamos falar agora é, digamos, mais saliente. Trata-se da ViCon, a camisinha do século XXI. O aparato vibra ao ser utilizado. Como diz o carioca, “é mole?”
Eu vim aqui só pra te ver – Hoje é dia de vibrar, literalmente, em terras cariocas. Que saliência é essa, Vasconcellos?? Julio Bocca, o lendário bailarino argentino de fama internacional, sobe ao palco do Teatro Municipal nesta terça e quarta-feiras, dias 5 e 6 de abril. A seguir, a agenda de Bocca e sua companhia pelo Brasil:
Dia Local
08/Abril Teatro Municipal de São Paulo
09/Abril
10/Abril
12/Abril Palácio das Artes, Belo Horizonte
13/Abril Sala Villa-Lobos, Brasília
Macacos me mordam – Quatro animais disputam o posto de mascote dos Jogos Olímpicos de Pequim de 2008. São eles: o antílope tibetano, o panda gigante, o tigre do sul da China e o macaco. O panda, embora fofo, está em queda na preferência do público, que anda mais animado com o macaco, por se tratar de um animal alegre, inteligente e símbolo da boa sorte.
Léxico – Quem tem hoje mais de 50 anos, com certeza, já ouviu a expressão: “Que garbo!” Segundo o dicionário Houaiss, quer dizer “elegância de modos e de gestos”. Tenho uma amiga cujo marido é super esportivo. Resultado: só para contrariar, em todos os aniversários dele, minha amiga o presenteia com uma camisa modelo garbosa. Fofa, suas camisas-presente, são belas, mas garbo, de fato, têm os novos uniformes da companhia aérea Air France. Tanta elegância é justificada, os uniformes são assinados por ninguém mais ninguém menos do que Christian Lacroix. Foram confeccionadas 650 mil novas peças ao custo de 20 milhões de euros. Um milhão de metros de tecido foram necessários para vestir os 36 mil empregados da companhia.
Jornal da terrinha – Se você não é carioca, e tenta a todo custo encontrar no Ro o jornal de seu Estado, eis a solução para seus problemas. Em suas andanças, a colunista encontrou uma banca com jornais de todo o país. Anote o endereço: Avenida Rio Branco, bem em frente ao Edifício Avenida Central, conhecido como Shopping dos Computadores. Jornais como “O Liberal”, de Belém; “O Estado de Minas” e “Correio Braziliense” chegam à banca à 1 hora da tarde.
Aos cinéfilos de plantão – Este é um filme para quem acredita nas frases “vingança é prato que se come frio” e “quem é rei nunca perde a majestade”. Annette Bening acabou perdendo o Oscar de melhor atriz para Hilary Swank, mas cá entre nós...apesar de ser fãzoca de Hilary, após assistir à Adorável Júliasinto que Annette merecia o prêmio. O filme se passa na década de 30, todavia, a vingança da personagem principal é bem atual, de uma tacada só, ela se vinga do marido e do amante. Aos homens, um recado: todo o cuidado é pouco quando o assunto é um coração feminino (partido, ainda por cima)
Fotos: Sony Classic
Abram alas que lá vêm elas – Para finalizar, imagens do Salão Francês Internacional da Lingerie, edição 2005.

Na próxima edição, você vai ver que os modernos lêem seus livros prediletos de maneira tecnológica. Os brechós pra lá de chiques que ficam do outro lado do mundo e ainda...Uma Villa de 200 milhões de reais com 80 grifes reunidas. O endereço na semana que vem. Tchau e até lá!
E-mails para esta coluna: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Colaboração:
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil Christine (da França)

 

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120