.

Edição 43

Universidade do Espírito – Começamos esta edição em clima zen, pois acaba de ser inaugurada a primeira universidade livre budista da América Latina. A universidade fica em Cotia, interior de São Paulo. No currículo, aulas de inglês, chinês, história, princípios do darma (ensinamentos budistas), sutras (textos sagrados da religião) e caligrafia. Ufa! Para chegar ao estado zen, à tarde os alunos ainda fazem aulas de tai chi chuan e kung fu. A recém-fundada universidade é o único lugar no Brasil destinado à formação de monges ou professores de budismo.

Ô coisinha tão bonitinha do pai – Ifbot é um robô japonês muito fofo, palavra da moda em terras cariocas. Ifbot faz bilu bilu quando chegamos em casa, e é solidário, consegue sentir se estamos tristes ou alegres, fazendo uma carinha compreensiva compartilhando nossas emoções. Em um futuro muito próximo, o sonho de cada um de nós de ter seu Ifbot em casa poderá se tornar realidade. O mercado de robôs terá um crescimento meteórico e deverá movimentar 13,6 bilhões de dólares no mundo inteiro até 2010. Os números são da JARA, a Associação de Fabricantes de Robôs do Japão. No entanto, Ifbot, que custa hoje 4 mil e 500 dólares será perfeito se, além de fazer bilu bilu, conseguir nos ajudar a responder à eterna pergunta: “Com que roupa eu vou àquela festa de arromba?”.
A resposta é... – Enquanto não temos um Ifbot para nos ajudar a decidir que roupa usar em ocasiões especiais, podemos apostar, sem errar, no glamour. Em tempos de primavera no Hemisfério Sul, na Europa as vitrines dão uma mostra do que será moda no Brasil quando voltar a esfriar abaixo da linha do Equador. A estilista francesa Marie Ardisson, radicada atualmente na Holanda, mostra com, exclusividade para a Coluna, o que é moda neste outono/inverno na Europa. Vestidos longos glamourosos fazem alusão às atrizes de Hollywood dos anos 50. Crise, que crise? As mulheres voltarão a ter um ar de madame, bonequinha de luxo.
Aroma cinematográfico – Em tempos de Festival de Cinema do Rio, qual seria o aroma, o cheiro de uma sessão cinematográfica? Um costureiro conseguiu definir esse aroma, a grife Yves Saint Laurent  lança o perfume “Cinéma”.
Quem sabe, sabe – A estilista Carolina Herrera, dona de um império de moda, que inclui ainda perfumes, explicou, em entrevista à Revista Veja, como se deve usar corretamente um perfume. Segundo a estilista, é importante usar sempre o mesmo perfume de manhã até à noite. Se o perfume for forte, basta colocar pouca quantidade durante o dia.
Roda de leitura – Em comemoração ao Dia do Tradutor, o Instituto Cervantes do Rio de Janeiro promove uma Roda de Leitura nesta quinta-feira, dia 30 de setembro, das 15h às 17h. Podem ser lidos textos em qualquer idioma com duração de até 10 minutos. Maiores informações na Biblioteca do Instituto: (21) 3231-6566
Guerra da Beleza – A Avon está presente hoje em 143 países. Sua concorrente, a Natura, investe pesado para ampliar os negócios no mercado internacional. A Natura já chegou a Argentina, Peru e Chile. Em 2005, a companhia entrará nos mercados mexicano e francês. O presidente da Natura, Pedro Luiz Passos, diz que a empresa vai investir 20 milhões de dólares nos próximos 3 anos para conquistar seu espaço no exterior.
Léxico – Em tempos de eleição no Brasil afora, detenho-me a observar a palavra dos candidatos. O governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, que não é candidato a nada, diga-se de passagem, acaba de inventar um novo meio de transporte. Segundo Roriz, há que se melhorar o sistema de ômbus” da Capital Federal. Não seria “ônibus”, Governador?? Confesso já ter ouvido uma outra versão para a palavra: “ônibu”, sem o “s”, todavia, “ômbus” é a primeira vez que escuto...
Léxico 2 – Em outras edições da coluna, destacamos o uso de expressões antigas como “bárbaro” e “formidável”. Um e-mail de um leitor coloca em evidência o uso da palavra “cumprimentos” em vez do tradicional “parabéns”. Daqui para a frente, faremos como o leitor e escreveremos:Cumprimentos  pela passagem de sua data natalícia”.

Meio século de dança – 78 anos de idade e 50 dedicados à dança. Estamos falando do coreógrafo Maurice Béjart. Para comemorar a passagem de meio século de criação de sua companhia de dança, o Béjart Ballet Lausanne fará uma turnê entre os meses de outubro a dezembro passando pela Itália, Bélgica e Suíça.

Aos cinéfilos de plantão – O Festival de Cinema do Rio começou em clima de desordem. Logo no início da venda antecipada de ingressos estava feita a confusão. Em duas horas de fila, apenas 30 pessoas haviam conseguido comprar seus ingressos. Bem, tirando a luta para comprar ingresso, os cinéfilos não desistem fácil da maratona. Para quem chega a esperar um ano para ver este ou aquele filme, a maratona compensa. E lá estavam os cinéfilos firmes e fortes com filas de dobrar o quarteirão para assistir ao novo filme do aclamado Pedro Almodóvar. Em “Má Educação”, que deve estrear em breve em todo o país, Almodóvar não deixa sua marca registrada. Trata-se de um filme confuso sem a genialidade do diretor em suas duas mais recentes obras: “Tudo sobre minha mãe” e “ Fale com ela”. Gael García Bernal como um travesti? Humm, não sei não, acredito que Gael fique bem melhor em seu papel original, ou seja, o de galã latino como atuou em “Diários de Motocicleta”. Só nos resta suspirar, pois o ator aparece 99,9 por cento desnudo neste último filme de Almodóvar, e ainda... canta “Quizás, quizás, quizás” com a língua entre os dentes como fazem os espanhóis. Em termos de adaptação de sua própria língua, o mexicano Gael já provou que é bom. Em “Diários da Motocicleta”, falava espanhol com sotaque argentino, e agora fala o castelhano como um bom espanhol.

Na semana que vem, o assunto é... inspiração. Dolce e Gabbana completam 20 anos de parceria e revelam de onde tiram a inspiração para suas criações apreciadas mundo afora. E ainda...o sheik que ergueu um templo dedicado às maiores grifes do planeta expande seus negócios e afirma: “Não há crise no mundo da moda”. Os detalhes na próxima terça, dia de nosso encontro marcado. Tchau e até lá!

Colaboração: Marie Ardisson (Especial para esta edição)
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil  Christine (da França)
Rosa Castellano (da Itália)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120