.

Edição 39

Aluga-se uma companheira – Atire a primeira pedra quem nunca, jamais, ficou de olho na bolsa da companheira: companheira de festa, de trabalho, do bairro, do cabeleireiro, da ginástica. Enfim...de onde quer que seja. Acredito que os homens, em contrapartida, nunca cometeram este pecado (se têm o hábito de ficar de olho na bolsa do amigo, por favor, entre em contato e informe a colunista sobre este novo hábito masculino). Sem ter que ir ao confessionário, estamos absolvidas de nosso pecado mortal (colocar o olhão na bolsa da amiga), pois agora já é possível chegar a qualquer lugar com a bolsa de nossos sonhos.  A empresa americana “Bag, Borrow or Steal” aluga bolsas através de um site na Internet. Confira os modelitos: www.bagborroworsteal.com. Para alugar uma bolsa, a pessoa deve associar-se ao site escolhendo um dos três planos: os preços vão de 20 a 100 dólares por mês. O plano mais barato conta com uma seleção mais limitada de bolsas, enquanto que o mais caro dá direito a escolha de qualquer bolsa do site. Diferentemente do mundo da paquera, você não corre o risco de passar apenas uma noite com ela e depois, no dia seguinte, seu amor desaparecer. Caso você se apaixone, de verdade, por uma bolsa, a empresa oferece a compra a preços promocionais.
Para levar na bolsa – Com nossa bolsa alugada, vamos colocar aquele carão, aquela pose de bacana e seguirmos adiante. Na hora de abrir a bolsa, tudo tem que estar nos trinques, pois até nisso as pessoas reparam: um chaveiro bonito, uma carteira de qualidade, e a maquiagem, lógico. Para não gastarmos milhões na compra do recheio, ou melhor, do conteúdo de nossas bolsas, uma boa dica é o pó da Maybelline. Lançado há pouco tempo no Brasil, custa apenas 9 reais e como informa sua campanha de marketing, deixa a pele sem brilho por horas e com aparência bem natural.
Para levar na bolsa 2 – De repente, você está na festa feliz da vida com sua bolsa alugada e chega aquele ex com pose de Pavão Misterioso, Pássaro Formoso. O que fazer? Correr para o banheiro e retocar o gloss, a maior arma feminina do século XXI. Na rede de farmácias City Farma, o gloss da Maybelline está custando 6 reais e 39 centavos. Dá vontade de comprar a coleção inteira. Sugestão da colunista: não viva sem as cores “Vanessa Pop”, “Pink Ruby” e “Ruby Star”.

Peça única – Esta edição da coluna se tornou um confessionário. Confessemos juntas nossos pecados: colocamos o maior olhão na bolsa da amiga e na roupa, então? Minha Santa Luzia, protetora dos olhos!! Com as túnicas de Caroline Kranz, você não precisará mais virar o pescoço, quando suas amigas passarem. Será o contrário: a festa inteira, ou a redação inteira, ou o consultório inteiro vai querer saber onde você comprou a roupa. Caroline é uma designer suíça de 35 anos radicada no Rio. Formada em Letras em seu país, especializou-se em História da Arte. Suas roupas têm, de fato, história. Depois de criar a linha de bijouterias, bolsas e sandálias, lança agora a coleção de túnicas. A grife de Caroline, “Les Sables d´Ipanema” é vendida nas lojas LAB,  Richard´s, G´Art e Clube Chocolate.
Maiores informações: (21) 2551-1085 ou pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Glamour Light – A bolsa é alugada, a roupa é única, inigualável, o cheiro tem que ser exclusivo também. Do alto de nossa pose de bacana, vamos nos perfumar. Desta vez, o glamour é light, pois se chegarmos exalando aquele ar de quem ganhou o gordo da loteria, corremos o risco de sermos bombardeadas pelos olhares invejosos. Muito propício para a nossa festa (você vai saber de que festa estamos falando no final desta edição) é o perfume “Glamourous Daylight”, a versão mais fresca de “Glamourous Eau de Parfum”, de Ralph Lauren. Na composição: flor do orvalho, lírio de Casablanca, madeira exótica do Sião e almíscar de Cashmere.
Donas-de-casa, uni-vos! – Quando era estudante da Universidade de Brasília, fui fazer uma reportagem sobre lingerie. Era uma loja carésima na Asa Sul, bairro da Capital Federal. Na época, a vendedora me disse que há mulheres que fazem questão de usar lingeries caríssimas, pois, caso sofram um acidente, ou Deus que me perdoe, aconteça algo ainda pior, elas estarão pra lá de chiques, ou seja não precisarão descer do salto nem em um momento como esse. Conto essa história para que vocês vejam a importância de certos detalhes na vida das mulheres. A Casa da Alessa, marca carioca que ficou conhecida no mundo inteiro pela criatividade e exclusividade das  calcinhas, lança a coleção “O Sindicato das Donas-de-Casa”. A Casa da Alessa fica na rua Nascimento Silva, 399, Ipanema. O telefone é: (21) 2287-9939
Já é Carnaval... – Já comentei em edições anteriores da coluna o quanto gosto de ouvir a frase: “Já é Carnaval aqui não sei aonde”, pronunciada pelos repórteres televisivos em suas entradas ao vivo. Este ano, estou contente, pois ouviremos a frase mais cedo. Os ensaios técnicos das Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio começarão no dia 4 de dezembro. A Beija-Flor de Nilópolis será a primeira escola a ensaiar no Sambódromo, a Passarela do Samba. Os desfiles das Escolas do Grupo Especial serão nos dias 6 e 7 de fevereiro de 2005.
Fantasia/ O que o leitor disse – Terminamos esta edição falando de fantasias. Uhlala! Sobre as intimidades que as pessoas revelam em público, tema da última edição, o leitor Jorge Marques diz por e-mail que “A fantasia é um combustível subestimado quando se trata de relações sociais”. Segundo o crítico literário, “A vida ao pé da letra é quase insuportável”. Diz ainda o leitor: “Pensando bem, o Carnaval dura o ano inteiro. Fantasia pouca é bobagem!”  Na semana que vem, Falando de Moda faz aniversário! Entre, fique à vontade e aproveite nossa festa repleta de novidades. Terça-feira é dia de moda, cultura e comportamento. Terça-feira, é o dia de nosso encontro marcado. Tchau e até lá!

Colaboração:
Maria Contreras e Paula Leite (de Brasília)
Virgil  Christine e Florian Béthuleau (da França)
Rosa Castellano (da Itália)

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120