.

Edição 486

O carioca usa duas palavras como quem bebe água, ou melhor, como quem vai à esquina. É quase impossível em um diálogo entre cariocas não ouvirmos as palavras "mulé"(versão popular de mulher), ou o verbo botar. Este último mereceria uma edição inteira para dissecá-lo. Mas, como assim, Vasco? As mulé carioca botam alguma coisa? Mais ou menos isso. Mulé seria uma espécie de generalização para qualquer profissão ou lugar. Traduzindo...Vou na mulé hoje. Aonde? À manicure. Ou ainda...À lanchonete de sempre. Já o verbo botar é mais complexo, exigiria um especialista para explicá-lo, mas vamos tentar. O carioca bota um currículo, bota uma reclamação nas redes sociais, bota uma roupa bacana. Nesta edição, as tendências para o verão 2016 apresentadas no São Paulo Fashion Week. Os looks que vamos botar para ir à mulé e estar na moda.

 

- Branco

coluna 486 01

 

- Texturas

coluna 486 02

 

- Ladylike

coluna 486 03

 

- Marrom

coluna 486 04

 

-Tom pastel

coluna 486 05

 

- Laços

coluna 486 06

 

- Renda

coluna 486 07

 

- Gisele - Sobre a despedida de Gisele Bündchen das passarelas, quase tudo já foi dito. Atribuo o sucesso da moça não à brasilidade, tampouco ao dinheiro. Gisele, como qualquer pessoa, passou por muita dificuldade no início da carreira, mas tem uma qualidade rara hoje em dia: a alegria de viver. Seu sorriso e sua simplicidade são genuínos. Nas passarelas, ou fora delas, e independente de religião, Gisele deixa a mensagem: vamos nos esforçar para ficar alegres, apesar das condições que a vida nos apresenta.

 coluna 486 08

Imagens: Charlos Naseh

 

 

Leia também as outras edições

.

Sobre Flávia

flávia-new siteFlávia Vasconcellos já viu reis e rainhas, é jornalista, editora-chefe e colunista do site Falando de Moda.
Saiba mais...

Parceiros

banneratalhocultura120